domingo, 18 de outubro de 2015

O SEGREDO DA FELICIDADE REVELADO A TODOS OS INFELIZES



A felicidade suprema é amar Yin e Yang, a felicidade efémera é amar Yin e odiar Yang, ou odiar Yin e amar Yang.

A felicidade suprema é ser líder e liderado ao mesmo tempo, a felicidade efémera é ser líder ou ser liderado, é por isso que os liderados sofrem as humilhações dos lideres e os lideres sofrem são humilhados pelos liderados.

A felicidade suprema é ser médico e doente ao mesmo tempo, a felicidade efémera é ser médico ou ser curado, é por isso que os médicos se tornam doentes e os que por eles foram curados cedo ou tarde se tornaram doentes mais graves.

E assim se processo em todas as dualidades.

É por isso que quem não ama Yin e Yang ao mesmo tempo, que procura a felicidade efémera, doentia, maquiavélica, nunca será feliz.
Somente quem procura a felicidade suprema, que ama tanto o Yin como o Yang, pode ser feliz, é por isso que todos os dualistas são infelizes.

Eis o segredo da felicidade revelado a todos os infelizes.
Mas não deixa de ser estranho que o conceito de felicidade suprema não exista sequer no dicionário, ele que apenas fala em felicidade efémera, doentia, que na realidade não passa da maior infelicidade.