domingo, 22 de fevereiro de 2015

A FACE E O DORSO DA CIVILIZAÇÃO MODERNA


A ciência é a base da civilização moderna, O DEUS MODERNO.
Ela é a mais grandiosa, a mais bela no domínio das ciências tecnologias, o maior deus alguma vez visto, onde não existe cérebro ou coração, rins ou fígado, ou uma pinga de sangue humano, nem uma só lágrima ou suspiro.
Mas ao mesmo tempo ela é a mais assassina, maléfica, arrogante e ignorante das ciências humanas de toda a humanidade, o pior diabo, o inferno em chamas.
Ela é o melhor deus e o pior diabo ao mesmo tempo.
É a misantropia generalizada ao homem e o amor sem fim ao materialismo inerte. É a maior sabedoria material de toda a história e a maior ignorância espiritual de todos os tempos.
É a civilização do maior conforto material, da felicidade finita e do maior desconforto vital, o desnorte generalizado, da infelicidade infinita.