sexta-feira, 15 de junho de 2012

MUDAR PARA PIORAR OU PARA MELHORAR?



Mudar de pobre para rico, para escravizar os pobres, será que vai funcionar? 
Ou será que o rico também ele vai ser vitima da riqueza caindo no consumismo e acabado por se autoconsumir?
Pode-se viver com o máximo de satisfação com o minimo necessário.

Mudar de liderado para lider, para impor os seus ideais, será que vai funcionar?
Ou será que o lider também ele vai ficar ser vitima de ideias que nunca funcionaram caindo na impotência mental e no cretinismo idiótico ?
Pode-se viver muito bem com o máximo de autoliderança com o minimo teorias hipotéticas.

Mudar de anonimo para famoso, para impor os seus ídolos e desejos será que vai funcionar?
Ou será que o famoso também ele vai ser vitima da fama acabando por se desconhecer a si mesmo e caindo na difamação, saturação e idolatria?
Pode-se viver muito bem com o máximo de familiaridade com o minimo fama.

INDISPENSABILIDADE DA CRITICA E A DISPENSABILIDADE DO ELOGIO



Fruto do pensamento mistico-religioso, as pessoas em geral rejeitam a critica como se já nascesse iluminadas, considerando a critica como algo errado, pecaminoso. 
Na realidade é o erro corrigido que nos permite evoluir, e como podemos perceber o erro sem uma critica potente, solidária. Não existe o certo, isso é algo divino que só existe na cabeça das pessoas que levaram uma lavagem cerebral imaginado que errar é diabólico e acertar é algo divino. Mas a realidade é bem diferente, erro corrigido é muito superior a acerto incorrigível, critica potente é muito melhor que elogio impotente.
Quem não merece critica e só merece elogios deve ser um ser sobrenatural que não vive neste mundo, por isso não tem qualquer utilidade. Quem erra mais e corrige é quem evolui mais, quem não erra não pode evoluir. SERÁ QUE É POSSÍVEL O ACERTO DIVINO SEM A CRITICA MAIS DIABÓLICA E PRINCIPALMENTE SEM AUTOCRITICA?

QUEM CONFUNDE CAUSA E EFEITO CONFUNDE TUDO



Quem imagina que estudando muito vai ficar mais inteligente, vive na mais perfeita estupidez e idiotice, pois a causa da inteligencia não é o estudo, mas a dúvida aplicada.
Quem imagina que trabalhando muito vai ficar rico, vive na maior miséria, pois a causa da riqueza não é o trabalho, mas a aplicação prática da palavra viva, integral.
Quem imagina que comendo uma dieta muito nutritiva vai ter mais saúde, vive doente, pois a causa da saúde nada tem a ver com o valor nutricional do alimentos, mas com a capacidade transmutacional, digestória do minimo de nutrientes.

SIMPLICIDADE PODEROSA E COMPLEXIDADE IMPOTENTE



Vivemos numa era de confusão geral, onde cada ramo do conhecimento virou uma ciência. A ciência virou uma moda que não vai durar muito tempo como qualquer outra moda, qualquer coisa que se queira provar, basta dizer que está cientificamente provado para virar lei universal. Mas ser cientifico nada tem a ver com verdade, muito menos com verdade universal, pois o que a ciência faz nada mais é que tornar complexo o que é simples. Quando a verdadeira ciência deveria ser tornar simples o que é complexo. Por isso quem é confuso, complicado enriquece ás custas de gente simples.
O sol apesar do seu poder iluminador, salvador é constituído principalmente de hidrogênio e hélio, que é são os elementos mais simples da tabela periódica, apesar da sua simplicidade, o sol pode ajudar a desencadear toda a complexidade de fenômenos vivos.
Enquanto o conhecimento humano partir da complexidade para descobrir o simples a humanidade vai viver na mais profunda escuridão, doença, miséria e violência, pois a solução dos problemas com que a maioria se confronta só pode ser resolvida partindo da simplicidade para a complexidade.

SERÁ QUE VOCÊ SABE AMAR?



Muita gente imagina que paixão é amor desejoso, desejo é uma parte que não podemos negar, mas a verdadeira paixão é mais necessária que desejosa, mais global, que parcial, mais funcional, transformal que formal, por isso que confunde a principalidade e a complementariedade no amor acaba caindo no ódio compulsivo, involuntário, parcial, formal, desejoso, desagregador e castrador.

A VERDADEIRA VITORIA



Hoje mais do que nunca todos os sistemas estão em guerra contra os inimigos ilusórios: 
-O sistema médico hospitalar na guerra contra o cancro, os vírus, o micróbio, através do bombardamento com bombas infernais e drogas diabólicas, o paradoxo é que o doente é inseparável dos vírus, do cancro, o resultado só pode ser a destruição da própria vida e do próprio doente.
O verdadeiro tratamento não pode feito através da guerra contra a doença, mas sim da sua integração amistosa, sem combates, sem violência, sem cirurgias violentas, sem drogas abióticas, sem matar nenhuma célula do organismo humano.

-O sistema judicial e legislativo na guerra contra as injustiças, a corupção e prostituição econômica através do bombardeamento com leis imorais, o paradoxo é que os mais corruptos e legisladores contra a corrupção,também eles corruptos, o resultado só pode ser a punição dos mais honestos e trabalhadores, destruindo o própria justiça.
A verdadeira justiça não pode feito através da guerra contra a injustiça, mas sim ensinado a verdadeira justiça da natureza interna e externa, sem punição ou prémios.

- O sistema de instrução, educação e dos mídia na guerra contra a desinformação e ignorância, bombardeiam os cidadões com especialistas em publicidade enganosa, obrigando as pessoas a comprar o que não precisam, prometendo o impossivel frustam todas as possibilidades.
A verdadeira educação não pode ser feita através da guerra contra a ignorância, mas sim ensinar as pessoas a duvidar da própria inteligência e da inteligência alheia, integrando, e revalorizando a própria ignorância.

A VIDA É A ARTE DE APRENDER A PERDER VITORIOSAMENTE

É melhor perder dinheiro para ganhar a vida, que perder a vida para ganhar dinheiro.
É melhor perder status para ganhar a vida, que perder a vida para ganhar status.
É melhor perder fama para ganhar a vida, que perder a vida para ganhar fama.
É melhor perder poder para ganhar a vida, que perder a vida para ganhar poder.
É melhor perder tempo para ganhar a vida, que perder a vida para ganhar tempo.

AS 7 GRADAÇÕES DO PENSAMENTO

1º- Aquele que é violento com os outros, mata-se a si mesmo.
2º- Aquele que vive para os sentidos, arruína os sentidos, fica cego, surdo e mudo.
3º- Aquele que vive pelos sentimentos, arruína o coração e fica impotente. 
4º- Aquele que vive para o conhecimento, o estudo, a analise, a lógica, desconhece a si mesmo e aos outros, vive alienadado da realidade.
5º - Aquele que vive para a economia, a lei, a ordem social, produz as guerras.
6º - Aquele que vive pelos ideias, do materialismo ou da espiritualidade cai na superstição e na arrogância
7º - Pela aplicação prática e teórica do Princípio Unificador, podemos aqui conciliar todos os opostos, contradições.

A VERDADE É A LINGUAGEM DA NATUREZA



A verdadeira verdade não está escrita nos livros, mas no livro da natureza, onde não é preciso pagar propinas para aprender.
A verdadeira saúde não está nas mãos do médico, mas nas mãos da natureza, onde não é preciso taxas moderadoras para se curar.
A verdadeira lei não está escrita no código civil, mas nas leis da natureza, onde não é preciso pagar custos judiciais para ser justo.
TUDO O QUE É PAGO TEM UMA QUALIDADE BEM INFERIOR AO QUE É GRATUITO.
Gratidão é valorizar tudo que é gratuito, ingrato é o que supervaloriza o que é pago.

CATÁSTROFE MENTAL

É DIFÍCIL ENCONTRAR ALGUÉM QUE SAIBA PENSAR

Quando observamos com atenção sobre o que a grande maioria das pessoas fala ou escreve podemos facilmente constar que é raro encontrar alguém que saiba pensar.
Em geral as pessoas ou falam ou escrevem sobre coisas do passado sem aprender dai nenhuma lição para o futuro, ou imaginam um futuro inexistente, utópico e mentiroso sem relação com o passado.
-A prova disso é a arrogância da ciência que na busca de certezas descobriu o principio da incerteza, imaginando um mundo sem certezas.
-A prova disso é a arrogância dos políticos que na busca da governação descobriu a ingovernabilidade dos estados, imaginando um mundo sem governabilidade.
-A prova disso é a arrogância da religião que na busca de deus descobriu o diabo, imaginando um mundo sem a palavra divina.

INVESTIMENTO INÚTIL


O maior miséria dos ricos é investirem em bens mortos em vez de gente viva. 
O maior ignorância dos inteligentes é investirem o seu tempo no estudo em livros mortos em vez estudar a natureza viva.
O maior pecado dos religiosos é investirem o seu tempo na adoração a deuses mortos em vez de religarem homem e mulher vivos.

O PROBLEMA NÃO É A CAUSA MAS A CONSEQUÊNCIA


O problema principal não é não ter emprego, mas não saber empregar o tempo solidariamente.
O problema principal não é não ter dinheiro, mas não saber aplicar a palavra gratuita. 
O problema principal não é não ter saúde, mas não saber enfraquecer vitalmente.