domingo, 28 de maio de 2017

O AMOR DA MINHA EX ESPOSA POR MIM ERA INFINITO

A minha ex esposa não é como vós que não tendes amor infinito pelos vossos maridos, pois ela tinha amor infinito por mim, o maior do mundo, inimaginável, indescritível, o amor da ordem do universo que é infindável, por vezes insuportável, desde que me conheceu até ao dia em que se foi embora ela seguia tudo o que eu dizia sem contestar nada como um anjo que acompanha Deus,ela acreditava em mim como alguém acredita no criador do mundo que pode realizar todos os milagres, tal era o seu amor.
O seu espírito não me abandonava nem um só segundo, ela fazia tudo, o possível e o impossivel para me agradar, suportava tudo como a terra que tudo suporta sem nada exigir ou reclamar em silêncio, como quem quer agradar a quem lhe salvou a vida e não sabe como retribuir e quer doar a sua vida, tempo e tudo o que têm.
Cozinhava com o maior amor do mundo, por vezes sem força para suster os pés, ou com tristeza profunda de estar ali para me servir e esquecer o que mais adorava fazer com lágrimas escondidas, para que eu pudesse seguir os meus sonhos, para que eu pudesse trazer o ceu para a terra.
Mas os anos passaram a correr, pois quem ama o que faz o tempo passa rápido, o amor destroi o tempo, quando amamos o tempo passa rápido, e ela começou a desesperar, a ficar cada vez mais triste, a cada dia mais triste e em lágrimas sentidas que nada nem ninguém podia suster, pois não via resultado do seu esforço, do seu sangue suor e lágrimas, pois eu me tornei cada vez mais ingrato, arrogante, o mais egoista de todos, mais miserável de todos e ela são suportava ver-me assim, pois ela cria que eu fosse o melhor do universo como uma mãe deseja para o seu filho.
Então ela começou a odiar-me com o maior ódio que existe, o mais cruel de todos, o que as suas forças permitiam, mas não com um ódio igual ao vosso, pois o seu ódio era o mais amoroso do universo, era único, ardente, milagroso, salvador, ela só pensava em salvar-me.
Mas ainda assim cozinhava para mim como uma mãe cozinha para o seu filho para que não lhe falte nada, como uma mãe cozinha mesmo que o seu filho seja um bandido ou criminoso, que milagroso é o amor das mulheres, e cozinhou até ao fim de todas as suas forças até não poder mais, que milagre inacreditavel, mesmo odiando em palavras ela me amava em atos, o seu amor era o maior de todos, e eu continuava na mesma, sem mudar, ingrato como todos os homens que ainda não sabem o que é o amor da terra por todos os seres vivos, pois eles pertencem ao reino dos ceus, e nada sabem sobre a terra, são antagónicos e complementares, ela que dá toda a sua vida, morre para os outros viverem, é por isso que todo o reino animal depende directa ou indiretamente do mundo vegetal que nasce da terra mãe.
Assim foi a vida dela enquanto esteve comigo, ela quase morreu para eu poder viver, imitando a terra mãe.
Mas o homem pertence ao reino dos céus e nada sabe sobre o reino da terra que para ele é um verdadeiro mistério um desconhecido, pois isso inunda a terra com chuva, destrói todos o seu trabalho com granizo, queima seus filhos com neve e ventos fortes, ciclones, etc, que ingrato é o reino dos ceus para com a terra mãe, como são desprezíveis todos os homens para com suas mulheres. Eu sinto vergonha a maior de todas de fazer parte do reino dos céus, de ter inundado a minha ex esposa que pertence ao reino da terra, com tanta chuva, granizo, neve, de ter destruído todo o seu trabalho, sonho e ambição que miserável é o ceu perante a terra.
Por isso agora ela, que faz parte do reino da terra mãe, não me pode ver mais, não suporta mais o ceu, não me suporta e tem por mim o maior ódio do mundo, como a terra faz quando cai neve celestial que destrói todo o seu trabalho e ela é obrigada a cuidar das raízes dos seus filhos, para que possam brotar de novo na primavera, o reinicio do amor, agora ela nem pode ouvir falar no meu nome que lhe soa a frio invernal, a gelo, como se eu fosse um ciclone que quer destruir todos os seus filhos, sonhos, ambições realizações, pois eu que faço parte do reino dos céus, eu sou o homem das neves, da mente, do espirito, é por isso que a cabeça é fria, e os pés quentes.
Ela agora só espera pela vinda da primavera, para poder realizar todos os seus sonhos, mas sem o frio ceslital, a primavera nunca poderia renascer, assim é o amor do mulher pelo homem e do homem pela mulher.
QUE AMOR PARADOXAL TEM A TERRA PELO CEU E O CEU PELA TERRA, SERÁ QUE EXISTE AMOR MAIOR NESTE MUNDO QUE O AMOR DA TERRA PELO CEU E DO CEU PELA TERRA?
Então porque maldizeis a vossa mulher, ex mulher, o vosso marido, ou ex marido, sois por acaso ingratos, loucos do ceu e da terra?