sexta-feira, 19 de agosto de 2011

SÓ YIN E YANG NÃO FUNCIONA


O NEUTRÃO VIOLA AS LEIS DO YIN E YANG E DO PRINCIPIO UNIFICADOR DE GEORGE OHSAWA

O neutrão não é, nem yin, nem yang, não é positivo, nem negativo, não repele nem o protão, nem o eletrão, mas paradoxalamente pode-se combinar com o eletrão e o protão.

Tudo pode ser classificado de yin e yang, yin atrai yang e yang atrai yin, ou yin repele yin e yang rele yang é um dogma Oriental.
Yang atrai yin apenas pela interacção de rang. Yang repele yang, ou yin repele yin apenas sem a interacção de Rang.

sábado, 6 de agosto de 2011

INDIVISIBILIDADE, SIMULTANEIDADE E PROPORCIONALIDADE ENTRE A FORÇA DO CÉU E A FORÇA DA TERRA


-Simultaneidade (Rang) e indivisibilidade (Yang)

Um dos mais supersticiosos dogmas, esquizofrênicos que existe é:
após o yang vem o yin e depois do yin vem o yang, será que é assim mesmo?
Isso é misticismo do taoismo, a realidade não é assim.

Após a força da terra vem a força do céu? Quem vai acreditar nisso?
Só se for louco!
Depois do ovo vem a galinha?
Ou depois da galinha vem o ovo?
O Ovo e a galinha nasceram simultaneamente, indivisivelemente.

Então, muitas pessoas pensam que depois da guerra vem a paz, depois do ódio vem o amor, depois do yang vem o yin, ou vice versa.
Assim, eles continuam à espera da Paz que feliz e infelizmente nunca vai chegar porque, a Paz e a guerra são indivisíveis ​​e simultâneos.

É a ignorância das leis do yin e yang, que faz com que muitas pessoas ainda acreditem no feng shui, no I Ching e na astrologia e em todo o misticismo oriental.

Guerra e paz são indivisíveis e simultâneas, bem como a cabeça e o corpo, inspiração e expiração, a sístole e a diástole, amor e ódio, e todas as outras dualidades da nossa existência ternária.

-PROPORCIONALIDADE (Yin)

Mas a cabeça e o corpo têm proporções diferentes, por causa da força do céu que é maior e por isso é principal e a força da terra que é menor e por isso é complementar.

Então, às vezes a paz é principal e a guerra é complementar, às vezes é o oposto.
Isto não sucede só com a guerra e paz, sucede com todos os fenômenos duais da nossa existência, que sempre mudam espiralicamente.

A guerra, ódio, violência, raiva, dificuldade, só vai acabar se a força da terra acabar.
A paz, amor, amizade, facilidade, só vai acabar se a força do céu é acabar.