terça-feira, 29 de novembro de 2011

A INEXORÁVEL LEI DA MINORIA


Não se trata de probabilidade, se o espermatozoide é mais forte que o óvulo, nasce do sexo feminino, se o óvulo é mais forte que o espermatozoide, nasce do sexo masculino.
O mesmo sucede na vida:
- Se a ignorância prevalece sobre a inteligência, a tem têndencia é ficar cada vez mais inteligente.
- Se a tristeza prevalece sobre a alegria, a têndencia é ficar cada vez mais alegre.
- Se a pobreza prevalece sobre a riqueza, a tem têndencia é ficar cada vez mais rico.
-Se os defeitos prevalecem sobre as virtudes, a têndencia é ficar cada vez mais virtuoso.
- Se a infelicidade prevalece sobre a felicidade, a têndencia é ficar cada vez mais feliz.
-Se a dificuldade prevalece sobre a facilidade, a têndencia é ficar cada vez mais fácil.
-Se a solidão prevalece sobre a solidariedade, a têndencia é haver cada vez mais solidariedade.
-Se o ódio prevalece sobre o amor, a tendencia é haver cada vez mais amor.
-Se a escravidão prevalece sobre a liberdade, a tendência é haver cada vez mais liberdade.
- Se a maioria prevalece sobre a minoria, a têndencia é a minoria ficar cada vez mais forte.
-Se a democracia prevalece sobre a ditadura, a têndencia é a ditadura ficar cada vez mais forte.
-Se a justiça prevalece sobre a injustiça, a têndencia é a injustiça ser cada vez maior.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

INDEPENDÊNCIA OU MORTE!!!



É um facto inegável que todos nós nascemos dependentes: da mama, da palavra paterna e da interactividade famliar. Mas é incrivel como a maioria dos adultos adulterados em idade de maioridade ainda se mantêm dependentes: do dinheiro, da gula e do sexo. Sem dinheiro ninguém pode viver, mas sem principalizar ao uso de palavras interligadoras, paradoxais, o dinheiro é remédio fatal, liquida qualquer um. Sem comer ninguém pode viver, mas sem um critério de seleção do alimentos a maioria está a cair num processo de obesidade, diabetes,cancro. Sem sexo ninguém vai desenvolver sentimento humano, mas sem principalizar uma diferenciação sexual a maiora está a cair na sexualidade desgovernada impotencializadora ou castradora. Por isso quem não controla o que fala o que come e o que sente, vai encontrar um destino desconhecido involuntário, que tanto pode ser desorientado ocidental, como acidental oriental.

LIBERDADE MALDITA E ESCRAVATURA INÚTIL




Face ás crises sistemáticas progressivas do sistema monetarista desagregador antropofágico, lideres impostores, ditadores malditos, escravizam as suas vitimas com teorias hipotéticas de salvação económica, impondo impostos e taxas sucessivas, ditam lei em cima de lei e castram a familiaridade com educação robotizante idiotica, imaginando que dinheiro, justiça e educação são a salvação, quando o que a realidade histórica nos mostra que a salvação é do menos dependente do dinheiro, justiça abiótica e educação sistemática.
Dinheiro sem compromisso vital é a causa da corrupção sanguínea interna e caos social externo, justiça sem moralidade é a causa da justiça cega e sem coração, educação sem transformação da personalidade é a causa da deformação familiar e comunitária.
Não é pois de estranhar o apodrecimento sanguíneo da maioria que valoriza mais o dinheiro que a vida, a desintegração cardíaca dos que justiceiros e injustiçados e esquizofrenia paranóica dos que seguem a educação linear para viver no mundo circular espirálico.

NO PRINCIPIO E NO FIM ERA O VERBO UNIFICADOR



Não é preciso ser vidente, astrólogo ou bruxo, muito menos economista, sociólogo ou especialista em coisa alguma para saber que o fim se aproxima rapidamente:
O fim da solidariedade europeia sem solidão nacional potente, o fim utópico dos direitos sociais sem deveres familiares e individuais, o fim da família formal sem funcionalidade, utilidade, onde predomina a masturbação mutua estéril e a atrapalhação inconjugável, o fim da da individualidade escrava da medicina, justiça e religião sem responsabilidade transformal da doença em saúde, violência em paz e pobreza em riqueza.
Verbo todos tem, resta saber se é verbo é integrador ou desagregador, global ou parcial, solucionador ou enrolador, previdente ou inconsequente, atrasado ou adiantado.
Se no principio era o verbo religador,unificador que se fez carne e verba, o fim é a verba desintegrada, desreligada do verbo, o homem desreligado da mulher, deus desreligado do diabo, o lider desreligado dos liderados, o problema desreligado da solução.
Não resta pois outra alternativa ao ser humano senão aprender a religar os contrários, as contradições, os opostos, transformando os problemas em soluções, crises em oportunidades, dificuldades em facilidade, verbo em verba.

TUDO O QUE SOBE DESCE, EVOLUCIONARIAMENTE OU FATALMENTE



Quem imagina que podemos viver em constante evolução, vive na utopia e demagogia ilusória, depois do dia sempre vem a noite. No entanto muitos são os que querem evitar e negar a queda:
-os médicos querem a todo custo evitar e negar a doença e como tal tornaram a velhice em doença cronica cheia de remédios que a apenas remedia a industria médico hospitalar e farmacêutica, o parto normal divinal em doença assistida diabólica.
- A justiça quer a todo o custo evitar as injustiças e nada mais faz que punir as pequenas injustiças e justificar as grandes injustiças.
- A educação que quer evitar a incultura, deseduca as crianças para os tornar adultos adulterados ao ponto de confundirem direitos com deveres, problema com solução, evolução com degeneração, formação acadêmica com transformação da personalidade.
- A politica que quer facilitar a vida dos cidadãos e melhorar as condições de vida da população, nada mais faz que complicar a vida das pessoas com burrocracia cancerosa, taxando os que menos ganham para que os que mais ganham a poderem comparar luxo que se transforma em lixo.
Quem não entendem a realidade paradoxal da vida vai enloquecer, revoltar-se, indignar-se, vitimizar-se, inutilmente, fatalmente.
Apesar de todos os esforços e promessas da humanidade a realidade sempre tema em ser contraditória: quem procura saúde dependente de médicos, curandeiros, remédios, paradoxalmente vai piorar a sua doença e enfraquecer a própria vitalidade.
Quem procura a liberdade através de dinheiro vai encontrar destino de escravo, quer seja do trabalho, quer seja do consumismo decadente impotencializador, quem procura conhecimento através de informação sistematizadora hipotética vai acabar por desconhecer-se a si mesmo, encontrando um destino desconhecido involutário.
A vida é sequencia de quedas evolucionárias, para tal é preciso aprender a cair, quem rejeita a queda vital paradoxalmente vai encontrar queda fatal.

SOLIDARIEDADE É SOLIDÃO TERNÁRIA



Muita gente reclama da solidariedade dos outros, até mesmo lideres internacionais e mundias, reclamam de solidariedade como uma criança reclama de mamar, como se a solidariedade fosse um direito: O direito de ser amado, o direito de ser respeitado, o direito á opinião, o direito de ser feliz, o direito à saúde, o direito à justiça, o direito ao trabalho, o direito à educação, o direito à igualdade.
É exactamente esse direitismo que está transformar vida da maioria das pessoas e povos, até mesmo nacionalidades num sinistro total. Direito não é sinônimo de garantia e segurança, o direito é a conseqüência dos deveres solitários ternários, através do autocontrole mental, sentimental e fisiológico, quem não faz uso do seu livre arbitrio no autocontrole dos seus deveres funcionais, vitais, mesmo tendo solidariedade comparada ou imposta pela lei vai encontrar uma solidariedade apenas formal, sem função, deformadora, impotencializante e sinistra, que tanto pode ser o hospicio, a justiça cega ou a morte iatrogénica hospitalar .

OPINIÃOCRACIA É IDIOTACRACIA



OPINIÃO TODOS TEM, OPINIÃO APROPRIADA É RARO ENCONTRAR ALGUÉM!!

Vivemos na era das opiniões: opinião cientifica, opinião religiososa, opinião politica, opinião educacional, opinião publica, opinião jornalistica, opinião literária, opinião televisiva ou radiofonica, opinião amiga, ou inimiga, opinião médica, opinião europeia, etc.
No mundo das opiniões valem as ideias, os idealismos, mas no mundo real as opiniões não valem nada, a não ser confundir e diabolizar os mais idiotas, os cordeiros e bem intencionados, quem quiser evoluir e não ser vitima da opinião alheia ou própria, precisa aprender a desenvolver opinião apropriada, critérios e princípios interligadores, interactivos diferenciadores entre forma e função, interno e externo, global e parcial, analítico e sintético, principal e complementar, indispensável e dispensável, pois quem assim o não fizer invariavelmente vai viver uma meia vida baseada em opiniões parciais, anacrônicas, dispensáveis, imprevisíveis e insustentáveis.

DE LIDERES HERÓIS A VITIMAS DECADENTES



Toda a gente espera idioticamente, fatalmente, inutilmente que os maiores lideres mundiais mudem o mundo para melhor e acabem com os problemas milagrosamente.
Até mesmos os doentes esperam que os médicos acabem com as doenças, os injustiçados que juízes acabem com as injustiças, os pecadores que os padres acabem com os pecados, os pobres que o estado acabe com a pobreza e desigualdades sociais, as feministas esperam que o machismo acabe, e os machistas esperam que o feminismo acabe, até mesmo os que seguem deus esperam pela morte do diabo. Que infantilidade adulta, que imaturidade pueril!!!
Triste desilusão para quem assim pensa!
Será que esses mesmos lideres que prometem, o que nunca foi confirmado na história da humanidade, também poderão acabar com a noite e passarmos a viver sempre de dia.
Não são os lideres que vão mudar o mundo é o mundo que está a mudar os lideres, transformando todo o herói bem intencionado em vitima decadente, transformando todo o lider idealista em escravo do dinheiro, transformando a verdade em mentira legalizada, transformando a anormalidade em norma institucionalizada, transformando o roubo em meio de susbsistência universal.
Que arrogância inútil querer mudar o mundo: o sol e a lua, o frio e o calor, a luz e a escuridão, ao invés de aprender a adpatar-se ás adversidade vitais, evolucionárias, sustentáveis, normais.

HERÓI DA HISTÓRIA OU VITIMA DA REALIDADE?



Hoje em dia face às crise sucessivas sem fim á vista, não faltam: salvadores do euro, salvadores da pátria, salvadores da doença alheia, salvadores da justiça, salvadores da pobreza, salvadores das injustiças, salvadores da cultura, salvadores das especies em extinção, salvadores de Deus, e até salvadores de problemas.
Paradoxalmente são quase sempre esses mesmo salvadores que provocam as maiores catástrofes humanitárias: os médicos contra as doenças, os padres contra o pecado, os pacifistas contra a guerra, os governadores contra o desgoverno, os lideres contra os liderados.
É curioso e até mesmo infantil que o pensamento dos ditos salvadores do alheio seja sempre excludente de uma das duas partes antagônicas que compõe a realidade normal, integral, vital, sustentável e original.
O problema é que sempre quem exclui acaba sendo excluído pelo ordem da natureza que infalivelmente teima em tornar todo o herói da história alheia em vitima da própria vida.
Feliz e infelizmente ninguém pode salvar nada nem ninguém além de si próprio.
Nem deus, nem buda, pode salvar ninguém.
Somente que sabe salvar a si próprio com a ajuda da natureza pode evitar atrapalhar os outros, porque a maioria só sabe atrapalhar em vez de ajudar, complicar em vez de simplificar, drogar em vez de curar, culpar em vez de responsabilizar, envenenar em vez de nutrir, ver em vez de prever, atrasar em vez de adiantar. Salvação é evitar atrapalhar, quem imagina que salvação vai salvar só vai atrapalhar.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

PRINCÍPIOS DIETÉTICOS OU DOGMAS FANÁTICOS NUTRICIONAIS


Muita gente fica preocupada em saber qual dieta é melhor se o divino vegetarinismo impotente se o diabólico carnivorismo prepotente.
Se a teoria nutricional da superabundância cientifica que conta as calorias esquecendo que muitos dos alimentos que dizem ter calorias produzem friorias (frio).
Se a teoria do crudivorismo que valoriza as vitaminas e poem as pessoas desanimadas, sem animo e anénicas.
Se a dieta macrobiótica que pretendem equilibrar, harmonizar o yin e o yang.
Equilibrio é morte. Se o coração fica equilibrado, acontece um colapso cardiaco. Se a proporção de sódio potássio no nosso organismo fica equilibrada morremos. Vida é desiquilibrio reequilibrador espiralicamente.

No nosso mundo relativamente absoluto não existe equilíbrio sem desiquilíbrio, nem saúde sem doença, nem ódio sem amor, nem felicidade sem infelicidade.

Vitalidade é integralidade simultânea desproporcional, entre alimento principal,mental e alimento complementar gastronômico, quem inverte invariavelmente vai encontrar destino involuntário vitimizado, fazendo o máximo esforço e obtendo o minimo resultado.
No principio era o verbo, não era o arroz integral, nem as vitaminas, nem as proteínas, nem o yin e yang.

Verbo todos tem o problema é saber se é integral ou maniquesita, unilateralista, desastroso. Verbo interligado como sangue ou verbo enrolador.

Quem não sabe o principio não adianta fazer esforço, vai dar tudo errado. E o principio da nutrição normal é: minimo de nutrientes, máximo de nutrição. Mas principio e fim existem interligados.
Observando o fim podemos descobrir o principio interligadamente.
Boca e anus são o principio e o fim do nosso sistema fisiológico, por isso quem quer aprender a nutrir-se precisa observar o fim, a saida, as fezes e urina.
Por isso qualquer teoria nutricional que não interligue principio e fim, boca e anus, assimilação e eliminação, é desintegrada e não vai funcionar, quer seja chinesa, macrobiótica, budista, nutricional ou qualquer outra da moda.
Somente quem sabe finalizar pode iniciar.
Mas o maior problema acutal no mundo civilizado é não saber finalizar para iniciar, por isso a maioria tem obstipação cronica, prisão de ventre pois come alimentos desintegrados, desvitalizados.
Quem sabe comer respeitando a ordem proporcional entre alimentos principais, indispensáveis e alimentos complementares dispensáveis, pode comer tudo.
Quem não sabe comer até comida natural vai prejudicar a ordem fisiologica.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

PROVA EVIDENTE DO ERRO DA TEORIA DO YIN E YANG


O SOL SEGUNDO A TEORIA DO YIN E YANG, É YANG

Então como é que o sol sendo yang pode produzir: raios ultravioletas(yin) e raios infravermelhos (yang)ao mesmo tempo?

O homem é yang, por isso produz espermatozoides que são yin - G. Ohsawa.
O que "confirma" aparentemente a teoria do principio único de Ohsawa, que yang produz yin.

Seguindo o mesmo raciocínio analogicamente, o sol só poderia produzir raios ultravioletas(yin) e não raios infravermelhos(yang), uma vez que o homem não pode produzir óvulos(yang), mas somente as mulheres, que são yin.

Será que o homem também têm dois tipos de espermatozoides, uns yin e outros yang?
Na realidade o homem não produz apenas espermatozoides(Yin), também simultaneamente produz espermatozoides yang, a palavra. Por isso quem não sabe dialogar é um semi-espermatozoide, ainda que tenha superpotência genital. Fecundação mental é principal, fecundação genital é complementar.

PORQUE O MUNDO ESTÁ A CADA DIA MAS ODIOSO? SERÁ POR FALTA DE AMOR?


A palavra amor é hoje em dia uma das palavras mais usadas no mundo inteiro. Existem até terapias baseadas no amor formal hipotético, no amor desenfreado, livre, colorido. A maioria está ficando escravo do amor ilusório, sem função, como cheque careca.

Toda a gente quer ser amado e detesta ser odiado. Então o paradoxo é porque o mundo está a cada dia mais odioso?

A resposta é simples: as pessoas odeiam o ódio. Amor e ódio são duas manifestações indivisíveis, simultâneas e proporcionais do sentimento humano, quem quer excluir o ódio acaba sem querer, ou por querer por excluir o amor também e ficar sem sentimento humano.

O problema não é odiar, o problema é odiar sem amor. Assim com deus e diabo amor e ódio são o braço esquerdo e direito do ser humano, quem quer excluir o lado esquerdo fica direitista. É por isso que o direito virou a maior injustiça. Justiça não é nem direita nem esquerda é ter a capacidade de nos ajustarmos á realidade.

VISÃO TRDIMENSIONAL VITAL E VISÃO PIRATA


O que permite ao ser humano ter uma visão em três dimensões (ou esterioscópica) depende muito do fato de possuirmos dois olhos. Você pode verificar que, ao fechar um de seus olhos, perderá grande parte da noção das distâncias entre os objetos.
Isso ocorre porque os dois olhos captam a imagem do mesmo objeto de posições diferentes, devido à distância entre os olhos. Essas duas imagens são superpostas no cérebro, o que dá a sensação de 3D.

No entanto a maioria das pessoas fruto da educação moderna que torna todo o ser humano normal em pirata, usa o olho direito para enxergar o lado positivo da vida e fecha o outro esquerdo que sempre teima em mostrar a realidade negativa, problemática. Mas vida é integralidade entre saúde e doença, ódio e amor, felicidade e infelicidade. Quem aceita o olho esquerdo e utiliza a parte negativa conseqüentemente descobre que problema, paradoxalmente é solução.

DESIGUALDADE MAGNÉTICA MILAGROSA


Hoje em dia todos querem ser iguais. Homens e mulheres, professores e alunos, , pais e filhos, lider e liderado, trabalhador e preguiçoso,etc. Isso surgiu com a revolução francesa, liberdade, igualdade e fraternidade.

Porque é que Jesus atrai tanta gente, será porque é igual a todos ou é diferente de toda a gente? Porque Buda atraiu tanta gente, será que era igual ou diferente de todos?

Exatamente Buda e Jesus cristo são o exemplo representativo dos dois maiores lideres das duas maiores religiões do mundo. Atração é diferenciação. Pardoxalmente a igualdade desatrai,e desigualdade é que atrai, magnetiza.

E o maior segredo da atracção é o uso de palavras desiguais, paradoxais. Quem usa apenas sinónimos, com sentindo semelhante vai perder a capacidade magnética, de atrair a si mesmo e aos outros.
Porque existem tantos confrontos entre homem e mulher, pais e filhos, etc?
Exactamente, porque a maioria não sabe dialogar, não sabe ser desigual.
Por isso é preciso aprender a ser desigual, quando um fica odioso o outro precisa ficar mais amoroso, espiralicamente, reversivelmente, paradoxalmente, desigualmente.
Mas a maioria age por reflexo igual, quando o marido, amigo, filho, patrão é inimigo a pessoa é inimiga, quando o marido, amigo, filho, patrão é amigo a pessoa é amiga, isso é idiotização, estupidificação e não vai funcionar. Pois os desiguais tendem a atrair-se e os iguais a repelir-se.

EQUILIBRIO FATAL E DESIQUILÍBRIO SALVADOR


A maioria das pessoas procura equilíbrio, harmonia, paz, felicidade, tranquilidade, facilidade, igualdade, justiça, ordem, segurança,etc.
Mesmo quem estuda yin e yang mostra um entendimento muito superficial e imagina que doença, intranquilidade, ódio, problemas é desiquilíbrio, e saúde, harmonia, felicidade é equilíbrio. Mas isso é loucura,esquizofrenia.
A realidade é o oposto, equilibro é que é perigoso, e desiquilíbrio é menos perigoso.
O que aconteceria se por um motivo qualquer o batimento cardíaco se equilibrasse? Morreríamos.
O que aconteceria se a proporção de sódio potássio ficasse equilibrada no sangue?
Morreríamos.
O que aconteceria se o clima ficasse sempre equilibrado,igual?
Todas as especies vivas morreriam.
Por isso quem procura equilíbrio estático e não sente desarmonia, infelicidade, intranquilidade, problemas, dúvidas, incertezas, já está meio morto ou é alguem iluminado, um ser transcendental.
Equilíbrio é parado, morto, desiquilíbrio é vida, movimento. Todos os fenomenos vitais são desequilibrados reequilibradamente, espiralicamente. Por isso quem procura o equilibrio já está num processo patologico, mortal, quem aceita os desiquilibrios e aprende a reequilibrar é candidato á vida. Vida é sequência de desiquilíbrios reequilibráveis, desarmoniosamente harmoniosa.

INUTILIDADE DE SAÚDE SEM DOENÇA, AMOR SEM ÓDIO, DEUS SEM DIABO




Até um simples tesoura para funcionar precisa de ter duas partes antagónicas interligadas.
Será que uma tesoura tem alguma utilidade só com um lado, sem o seu lado antagónico, inimigo, adversário, complementar?
Se por um lado a tesoura pode servir para construir, fazer bonitas e elagantes peças de roupa por exemplo, ela também pode servir para destruir e cortar um vestido de noiva que está prestes a ir para o altar.
Assim é na vida, tudo o que tem utilidade tem dois lados, interligados, cabe ao utilizador usar a tesoura para construir ou destruir, a doença como propulsor da vitalidade ou da fatalidade, o ódio como combustível do amor ou o reverso, usar a mascara do Diabo ou usar a mascara do Deus.
Mas não devemos esquecer que Deus e diabo são indivisíveis, não é á toa que a raiz etimológica é a mesma, quase sempre por detrás da mascara do diabo se encontra Deus e por detrás de Deus se encontra o diabo.
Resta pois a cada um saber que papel representar no drama da vida.
Mas não esquecer que não devemos ser tão bons como Deus nem tão maus como o diabo. Pois a realidade nunca é tão boa como parece, nem tão má que não se possa tirar nenhuma lição.

LIBERDADE Á INFORMAÇÃO INFERNAL UNILATERAL

Hoje em dia toda a a gente tem acesso á informação livremente, democraticamente, virtualmente, inutilmente.
Existem livros, sites, blogues, que ensinam tudo: como ter amor, paz ,felicidade, ser rico, o casamento perfeito, ser a pessoa ideal, viver em harmonia, ter saúde, mas paradoxalmente as pessoas estam cada vez mais infelizes, odiosas, mais pobres, desarmoniosas, doentes, e os problemas não param de aumentar, a tendencia do sistema é para o caos crescente, porquê?
Será por falta de boas intenções dos autores dos livros, dos lideres idealistas, dos governantes bem falantes, dos professores bem formados ?
Grandes expectativas quase sempre geram grandes desilusões. Não adianta sonhar que o acesso á informação unilateral vai resolver os problemas da individualidade, familiaridade e da humanidade pois problema e solução são inseparáveis.
Quase toda a informação hoje em dia teima em mostrar apenas um lado da realidade, desintegrada, dividida, fragmentada, mostrando o lado diabólico separado do lado divino, o lado chique separado do chiqueiro, a riqueza da miséria afectiva, a beleza da desintegração sanguínea, a inteligência da impotência fisica, mas a realidade feliz e infelizmente não é nem boa nem má. Realidade é integralidade. Mas a maioria vive uma vida irreal. Por isso quanto mais informação dividida, irreal, muito maior a confusão entre realidade e ficção, entre amigo e inimigo, entre facilidade e dificuldade, entre util e inutil.

A CERTEZA DA INCERTEZA ECONOMICA

No meio da incerteza generalizada, quem promete mais certezas é quem é mais respeitado, valorizado, endeusado, mistificado.
Porém a historia humana sempre teima em mostrar que a busca da certeza quase sempre leva à maior incerteza.
A ciência na busca da certeza descobriu o principio da incerteza e a teoria do caos. A religião na busca de um Deus, perfeito descobriu a incerteza, a imperfeição do homem diabólico.
Também o sistema economicista na busca de soluções monetárias para as crises econômicas vai descobrir que o dinheiro não é a solução dos problemas mas a causa principal dos problemas econômicos.
Assim como a maioria das pessoas hoje em dia morre de remédios e não de doenças, a maioria hoje em dia está a ficar pobre, miserável pela supervalorização do dinheiro que a cada dia escasseia mais.

Os sistemas sociais estão todos anêmicos monetariamente, alguns mesmo já em estado bem avançado de leucemia monetária.
Dinheiro é como remédio, esconde o problema, mas não soluciona problema algum, na maioria das vezes complica agrava a pobreza, como o remédio.
É por isso que a iatrogenia(doenças causadas por tratamentos médicos, é uma das principais causa de morte nos paises mais avançados.)
Quem quiser se des-envolver(menos envolvido), precisa ficar a cada dia mais independente de dinheiro. Para isso precisa aprender a consumir coisas mais necessárias que desejosas, a ser mais independente do sistema que dependente e a valorizar as nossas quatro liberdades e direitos fundamentais, gratuitos, independentes: pensamento, respiração, movimentação e nutrição.

HOMESOTASE DE AMOR EM ÓDIO E ÓDIO EM AMOR

Nós temos glóbulos vermelhos e glóbulos brancos. Os Glóbulos brancos têm a função principal de formar células e tecidos de todo o nosso organismo, já os glóbulos vermelhos a sua função principal é transformar-se em glóbulos brancos.
Mas feliz e infelizmente a medicina não entende nada disso. Imagina que globulos brancos é uma coisa e glóbulos vermelhos outra diferente, quando ambos tem a mesma origem, e a origem é intestinal.

Os glóbulos vermelhos são mais activos, odiosos, mas sem esses glóbulos vermelhos nunca seria possível sequer ter coração, que é formado por glóbulos brancos metamorfoseados. Assim também acontece com o ódio, o ódio na realidade nada mais é que glóbulos vermelhos a transformarem- se em glóbulo brancos, mais amorosos e estes em tecidos no nosso corpo.

Mas quando estamos doentes o processo inverso se realiza, ou seja, acontece um fenômeno em que os tecidos do corpo se transmutam em glóbulos brancos e depois vermelhos, para podermos continuar vivos. Esse processo realiza-se por meio da homeostase.
Assim também acontece com o amor que se transforma em ódio para manter a nossa vitalidade sentimental. Sentimento é amor e ódio interactivos, ternáriamente.
Quem exclui o ódio exclui também os glóbulos vermelhos e como tal a tendencia é a de anemia, quem exclui o amor, exclui também os glóbulos brancos e a tendencia é a hipertenso. Por isso as mortes provocadas por problemas cardiacos são a causa nº1 de morte do mundo actual.
Pois a maioria não sabe amar homeostaticamente, ternariamente, dinamicamente

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

SÓ YIN E YANG NÃO FUNCIONA


O NEUTRÃO VIOLA AS LEIS DO YIN E YANG E DO PRINCIPIO UNIFICADOR DE GEORGE OHSAWA

O neutrão não é, nem yin, nem yang, não é positivo, nem negativo, não repele nem o protão, nem o eletrão, mas paradoxalamente pode-se combinar com o eletrão e o protão.

Tudo pode ser classificado de yin e yang, yin atrai yang e yang atrai yin, ou yin repele yin e yang rele yang é um dogma Oriental.
Yang atrai yin apenas pela interacção de rang. Yang repele yang, ou yin repele yin apenas sem a interacção de Rang.

sábado, 6 de agosto de 2011

INDIVISIBILIDADE, SIMULTANEIDADE E PROPORCIONALIDADE ENTRE A FORÇA DO CÉU E A FORÇA DA TERRA


-Simultaneidade (Rang) e indivisibilidade (Yang)

Um dos mais supersticiosos dogmas, esquizofrênicos que existe é:
após o yang vem o yin e depois do yin vem o yang, será que é assim mesmo?
Isso é misticismo do taoismo, a realidade não é assim.

Após a força da terra vem a força do céu? Quem vai acreditar nisso?
Só se for louco!
Depois do ovo vem a galinha?
Ou depois da galinha vem o ovo?
O Ovo e a galinha nasceram simultaneamente, indivisivelemente.

Então, muitas pessoas pensam que depois da guerra vem a paz, depois do ódio vem o amor, depois do yang vem o yin, ou vice versa.
Assim, eles continuam à espera da Paz que feliz e infelizmente nunca vai chegar porque, a Paz e a guerra são indivisíveis ​​e simultâneos.

É a ignorância das leis do yin e yang, que faz com que muitas pessoas ainda acreditem no feng shui, no I Ching e na astrologia e em todo o misticismo oriental.

Guerra e paz são indivisíveis e simultâneas, bem como a cabeça e o corpo, inspiração e expiração, a sístole e a diástole, amor e ódio, e todas as outras dualidades da nossa existência ternária.

-PROPORCIONALIDADE (Yin)

Mas a cabeça e o corpo têm proporções diferentes, por causa da força do céu que é maior e por isso é principal e a força da terra que é menor e por isso é complementar.

Então, às vezes a paz é principal e a guerra é complementar, às vezes é o oposto.
Isto não sucede só com a guerra e paz, sucede com todos os fenômenos duais da nossa existência, que sempre mudam espiralicamente.

A guerra, ódio, violência, raiva, dificuldade, só vai acabar se a força da terra acabar.
A paz, amor, amizade, facilidade, só vai acabar se a força do céu é acabar.

terça-feira, 12 de julho de 2011

DIAGNÓSTICO MENTAL PELA PALAVRA - AS PALAVRAS NUNCA MENTEM


É inacreditável como as pessoas fazem uso das palavras hoje em dia. A maioria das pessoas começa o dia com a expressão: Bom dia!!!
Mesmo as pessoas supostamente mais bem formadas academicamente, intelectualmente, desde politicos, médicos, padres, engenheiros, advogados, aos simples empregados, todos usam essa expressão mecanicamente, patologicamente.

Mas será que existe bom dia? Sem mau dia?
Este uso insensivel da palavras é um problema muito grave. Ainda que a maioria não preste atenção a isso. O principio já determina o fim.

O ser humano é indivisivel, entre mente e corpo, hemisfério direito e esquedo, mão esquerda e direita, perna direita e esquerda. Assim também o uso habitual de palavras unilaterais, ainda que bem intencionadas, acaba mais tarde ou mais cedo por produzir problemos muito sérios .

A palavra é a coisa mais sagrada que existe, a palavra é Deus, está escrito na Biblia no Principio era o Verbo, e o verbo era Deus. Em grego:"PALAVRA", significa Deus.

E Deus é indivisibilidade, simultaneidade, proporcional, entre : inspiração e expiração; sistole e distole; assimilação e eliminação; amor e ódio; guerrae e paz; saude e doença; felicidade e infelicidade; amizade e inimizade, etc.

Diabo é: inspiração sem expiração; sistole sem diástole; assimilação sem eliminação; amor sem ódio; paz sem guerra; saude sem doença; felicidade sem infelicidade, ou o inverso: expiração sem inpiração; diástole sem sistole; ódio sem amor; guerra sem paz; doença sem saude,etc

Aquilo que deus uniu o homem jamais poderá separar.
Por isso quem usa palavras de forma diabólica vai ter destino diabólico.
AS PALAVRAS NUNCA MENTEM

domingo, 10 de julho de 2011

SERÁ QUE É POSSIVEL CONSEGUIR O EQUILIBRIO ATRAVÉS DA MACROBIÓTICA, OU DA MEDICINA ORIENTAL BASEADO NO YIN E YANG?


Quando uma massa de ar quente(yang)se encontra com uma massa de ar frio(yin), será que se produz equilibrio?
Ou produz-se um furacão?

Não existe equilibrio,o que existe é desiquilibrio reequilibrador.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

CRISE MUNDIAL GENERALIZADA - O FATALISMO DA DIALÉCTICA BINÁRIA


Todos os sistemas, desde a economia, saude, à justiça nacional e internacional, estão falidos, ou em vias de falir, ou desintegrar-se, porquê?
Será por falta de pessoas competentes, bem intencionados, falta de litracia, formação académica? Será que todos são malvados, mal intencionados e coruptos? É óbvio que não, existem pessoas e lideres que querem fazer o melhor, por si e pelo seu pais ou mesmo pelo mundo. E porque não funciona?

O ser humano ao descobrir o poder da palavra, transformou a guerra fisica em guerra verbal. É por isso que o que impera hoje é a guerra verbal generalizada.

Podemos observar isso nas discussões parlamentares, entre familiares, pais e filhos, e quase sem excepção em todos os campos de actuação humana.

Por incrivel que pareça, não existe quase nenhum lider ao cimo da terra, que não seja vitima da fatalidade do pensamento binário, que teima em ver o bom separado do mal, a justiça da injustiça, a saude da doença, a felicidade da infelicidade, o amor do ódio, a pobreza da riqueza, a beleza da feiura, a fama do fracasso.

O grande paradoxo, é que quem procura o bom separado do mal, a justiça da injustiça, a saude da doença, a felicidade da infelicidade, o amor do ódio, a pobreza da riqueza, a beleza da feiura, a fama do fracasso, procurando apenas a parte positiva sem a negativa vai paradoxalmente encontrar, apenas a parte negativa : mal sem bom, injustiça sem justiça, doença sem saude, infelicidade sem felicidade, ódio sem amor, pobreza sem riqueza, fracasso sem fama, etc.

Por isso hoje em dia predomina a insatisfação generalizada, quer dos lideres quer dos liderados, que por falta de condicionamento verbal, mental e sentimental, levam os seus liderados, ao desastre total, assistindo hoje à derrocada do neoliberalismo economico selvagem, em que o ser humano é uma máquina de produzir e consumo ou do socialismo útopico, em que todos tem direitos sem deveres, todos eles maniquesitas, binários, usando apenas um olho enquanto o outro descansa.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

DIALÉTICA MANIQUEISTA MACROBIÓTICA E SIMULTANEIDADE TERNÁRIA



Toda agente imagina que a pessoa inteligente é inteligente e a pessoa ignorante é ignorante, que bom é bom e mau é mau, nada mais longe da verdade, pois não existe no nosso mundo absolutamente relativo, inteligência sem ignorância nem ignorância sem inteligência, não existe bom sem mau, nem mau sem bom. Bom e mau sempre existe temerariamente, indivisivelmente e desproporcionalmente. Para quem têm visão micro-macrodinâmica, bom é mau e mau é bom, interligadamente. Por exemplo: ignorante aplicado estudioso é muito melhor que inteligente que não sabe duvidar, estudar, aprofundar. Assim também doente consciente é muito melhor que saudável inconsciente, ódio útil é muito melhor que amor inútil, mentira útil, muito melhor que verdade inútil, desequilíbrio vitalizador e muito melhor que equilíbrio fatal, pobreza vital é muito melhor que riqueza fatal. Por isso muitas pessoas inteligentes, que não sabem duvidar acabam por ter destino desatroso, e muitas pessoas ignorantes, estudiosas um destino mais autocontrolado, prevenido. Assim quem acredita sem duvidar, nos ensinamentos de George Ohsawa e da macrobiótica, do yin e yang maniqueista, sem nenhuma duvida, ou é um ser transcendental, iluminado ou é um fanático.

domingo, 26 de junho de 2011

DIVIDOCRACIA, VICTIMOCRACIA E O LIVRE ARBITRIO



Quotidianamente somos tentados pelos três principais desejos: A GULA, O SEXO E O CONFORTO. O grande engano é pensar que a satisfação deses dessejos conduz à liberdade, igualdade e fraternidade. Quando o que na realidade acontece é que a satisfação sem a insatisfação sempre leva à saturação, produzindo as três principais desgraças da humanidade: DOENÇA, MISÉRIA E VIOLÊNCIA. A gula leva à doença ou à falta de apetite, o sexo descontrolado leva à violência na forma de abortos ou a agressões, o conforto só leva à miséria individual e familiar e ao tédio. Com a doença, violência e miséria generalizada os sistemas politicos não tiveram outra alternativa senão endividar-se em sistemas de saude complicados e complicadores, em sistemas de justiça burocratizados e injustos, e em satisfação da vontade dos bancos com especulações cada vez mais virtuias feitas por supercomputadores, criando assim o novo regime mundial: A DIVIDOCRACIA. É óbvio que o povo não teve outra alternativa senão criar o seu proprio sistema a VICTIMOCRACIA, sistema em que os que são vitimas da gula, do sexo e do conforto, reclamam mais conforto, dinheiro, comida e afecto a lideres falidos também eles, por causa da gula, do sexo e do conforto.

FELICIDADE, INFELICIDADE E REALIDADE TRIDIMENSIONAL


A humanidade actual vive sobre o dogma fatal da dualidade, felicidade-infelicidade, amor-ódio, saude-doença, riqueza-pobreza, sorte-azar, etc, dividiu-se então entre os que pensam sem agir, os parladores ditadores ladrões, a DIVIDOCRACIA, e os que agem sem pensar, os trabalhadores assalariados escravos,a VICTIMOCRACIA, entre os macrobióticos, espiritualistas, impotentes, e os microbióticos materialistas, prepotentes, sem que exista um elo de ligação entre ambos. Porém a realidade é ternária, interligada entre passado, presente e futuro.Ternariedade é simultaneidade dinâmica, desiquilibrada. Somente quem manifesta o livre arbitrio consciente balanceado entre o pensar e o agir interligado pelo coração tem condições de participar na determinação do proprio destino e do destino solidário.

sábado, 25 de junho de 2011

VERBO, FOGO E SAL



O que permitiu ao ser humano passar de quadrupede, para a posição erecta, foi a descoberta do sal, o que está a levar o ser humano a ficar o dia todo sentado em frente ao computador, e sem voluntariedade é o açucar.

O que permitiu o ser humano começar a sentir atracção pelo sexo oposto, foi a descoberta do fogo, o que está a levar a humanidade é ficar cada vez com mais aversão ao sexo oposto, impotente e frigida foi a descoberta do frigorifico e da comida congelada.

O que permitiu ao ser humano desenvolver as suas faculdades mentais, foi a descoberta da palavra falada e escrita, o que está a levar o ser humano à loucura generalizada, foi a descoberta do dinheiro.

ORDEM DO UNIVERSO FATAL E A DESORDEM REORDENÁVEL DA EXISTÊNCIA HUMANA MARAVILHOSA

-
O universo tem uma ordem, sempre depois da noite vem o dia e depois do dia vem a noite. Esta é uma ordem infalível. O ser humano porém como já é fruto dessa ordem pré-existente, ordenada, está apto a experimentar a desordem reordenável, é isso que explica por exemplo a atracção pela doença que a maioria das pessoas possui. Mas nem sempre depois dessa desordem vem a ordem, como sucede com o dia e a noite, nem sempre depois da doença vem a saúde, nem sempre depois do ódio vem o amor, nem sempre depois da guerra vem a paz, nem sempre depois do yang vem o yin ou vice-versa, como imaginatoriamente é ensinado na macrobiótica.
Porquê?
Porque o ser humano tem livre arbítrio e o universo não. Ou será que o sol decide onde vai brilhar hoje? É o livre arbítrio que nos torna diferentes do universo, antagónicos e complementares. Por isso muitos ficam à espera de conseguir a liberdade infinita, a justiça absoluta, não sei o quê mais absoluto, pela aceitação passiva da fatalidade, coisa muito comum em que acredita na ordem do universo infinito, ensinamento muito vinculado por George Ohsawa e outros lideres macrobióticos, e assim não confirmam e exercem o seu livre arbitrio para mudar, redireccionar a fatalidade em normalidade.

sábado, 11 de junho de 2011

PAZ DIABÉTICA, FELICIDADE NEGOCIADA E AMOR MENDIGO



O ser humano ao descobrir o fogo e o sal, começou a desenvolver o verbo. O verbo, o fogo e o sal tornaram o ser humano integro. O açúcar, a verba e o gelo foram a origem do começo da desintegração humana. Se o excesso de comida solidificada, rica em sal e sais minerais, como as proteínas animais, tornam o ser humano pré-conceituoso, aniquilando quem seja contra, o excesso de alimentos que produzem muitos gases, como o açúcar e a fruta, tornam as pessoas pró-conceituosas, aniquilando-se a si mesmos, com idéias demagógicos de felicidade comprada, de amor frígido ou impotente, e de paz diabética, por isso hoje em dia a maioria das pessoas que procura a paz acaba por ficar diabético, porque o alimento predileto de todo o pacifista é o açúcar, fruta, mel e derivados. Outros querem a todo o custo comprar a felicidade, para tal trabalham dia e noite à espera de ficar ricos e quando enriquecem a felicidade já inflacionou e já não a podem comprar. Os que não conseguiram comprar a felicidade com dinheiro nem obter a paz com açúcar refugiam-se agora no amor exigindo dos outros ser amado, acabando por cair no amor alcoolizado ou narcotizado. POR ISSO A MAIORIA, HOJE EM DIA, É PACIFISTA DIABÉTICO, NEGOCIADOR DE FELICIDADE OU MENDIGO AMOROSO.

COMPROMISSO VITAL OU COMPROMISSO FATAL


Toda a gente está comprometida com a profissão para ganhar dinheiro, comprometida amorosamente com o parceiro/parceira, comprometida com a satisfação dos desejos gastronômicos. Mas compromisso com dinheiro, amor e alimentação sem compromisso com as palavras micro-macromacrodinâmicas é compromisso fatal. Riqueza sem palavra confiável, interligadora é riqueza miserável, inútil, destruidora, amor sem integralidade cerebral, usando os dois hemisférios, as duas mãos é amor obsceno, estéril, saúde sem sacrifico materno, cheia de remédios, vitaminas, é saúde maldita.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

O QUE É A MICROMACROBIÓTICA?


Micro é a visão interna, macro é a visão externa, micro é principal, macro é complementar, interactivamente. Micromacrobiótica é a aplicação do ensinamento da natureza: "Um grão dez mil grãos". Minimo esforço para o máximo de realização, minimo de saude, máximo de vitalidade, minimo de comida, máximo de nutrição, minimo de estudo, máximo de compreensão, minimo de riqueza para o máximo de fertilidade, minimo de liberdade, máximo de autolibertação.
A felicidade não está em ser feliz, mas em aprender a viver felizmente com a infelicidade. A saude não está em ser saudavel, mas em aprender a ser doente consciente, muita mais que saudável inconsciente. A riqueza não está em ter muito dinheiro, mas em aprender a sentir satisfação vital com o minimo necessário. Quem não sente satisfação na infelicidade, vai sentir muito maior insatisfação na felicidade. Quem não é doente consciente, é saudável inconsciente. Quem não sente satisfação vital com o minimo de dinheiro, sente desespero fatal com o máximo de dinheiro. Vida é problemas renováveis, quem aceita os problemas entusiáticamente, quem se nutre deles, usa o minimo de esforça para o máximo de realização, quem os rejeita, exclui, usa o máximo de esforço para o minimo de realização. Para o grão de cereal, o frio, a humidade, a pressão atmosférica, a escuridão, são o problema, mas simultanemente a solução multiplicadora crescente. O grão ao invés de reclamar ou culpar os outros, ela usa essas condições como fontes de energia. É pisada e comida por insetos e vermes, mas a cada dificuldade, fortalece-se e desenvolve-se mais e mais e brota dez mil grãos.

domingo, 5 de junho de 2011

YIN SUICIDA, YANG HOMICIDA E NORMAL


Por causa da sobrevalorização do Yang, nosso querido mestre George Ohsawa morreu.
Por causa da sobrevalorização do yin, muitos nossos queridos Professores mais velhos e nossos queridos amigos mais modernos, estão a morrer e alguns já morreram. Ao imaginar que a paz, amor e felicidade é o que é bom, e guerra contra si próprio, ódio principalmente a si mesmo, e infelicidade é mau.

ESTÁ NA HORA DE SER NORMAL, e deixar Esse dualismo FATAL:

1) INFELICIDADE SEM FELICIDADE OU FELICIDADE SEM INFELICIDADE.

2) SAÚDE SEM DOENÇA OU DOENÇA SEM SAÚDE.

3) O AMOR SEM ÓDIO OU AMOR SEM ÓDIO.

Resumindo: yin sem yang ou yang sem yin.
Precisamos de Yin e Yang, simultaneamente, proporcionalmente e alternadamente.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

PORQUE A MACROBIÓTICA NÃO FUNCIONA NORMALMENTE? PORQUE ABANDONOU O PRINCÍPIO UNIFICADOR

A dieta macrobiótica, de acordo com o princípio unificador diz-nos o seguinte: "Do Yin, comer o Yang e do Yang, comer o Yin". Isso significa que se temos vegetais (yin) devemos consumi-los de uma maneira yang: cozidos, com sal e sempre escolhendo os vegetais mais yang. Mas se vamos consumir um produto de origem animal(yang), devemos optar pelos animais mais yin como o peixe. Se usamos carne de mamíferos como alimento, escaparemos facilmente da ordem do equilíbrio biológico e fisiológico.
Mesmo dentre os peixes, recomendamos que se opte por aqueles que são mais yin, peixes que nadem mais lentamente,com maior longevidade. A carpa é um peixe que é bastante mais yin (menos yang) do que outros. O linguado, e outros peixes de carne branca e com escamas, também são menos yang. Os peixes sem escamas e com carne vermelha pedirão ao organismo um maior esforço de equilíbrio. Se usarmos a carne de mamíferos como alimento, escaparemos facilmente da ordem de equilíbrio biológico e fisiológico. De acordo com o princípio unificador, os cereais, particularmente arroz integral, são o alimento mais adequado, porque os grãos crescem de baixo para cima e os seres humanos de cima para baixo. Em outras palavras, o arroz é o alimento mais antagônico ao ser humano. Tudo aquilo que nos é mais adverso é aquilo que mais nos fortalece. Contrariamente ao que a maioria das pessoas pensa que o que nos fortalece é o que é mais favorável.

A teoria dos cinco transformações dá- nos alguma desta informação?
Parace que não. A teoria dos cinco transformações diz-nos quais as características particulares de cada alimento e a sua relação com cada órgão. Eu penso que a teoria dos cinco transformações é mais bem aceita pela macrobiótica porque é mais parecida com a medicina convencional ocidental, que é mais específica, detalhista. Contudo o nosso princípio unificador nos diz: quanto maior a precisão, maior a imprecisão, potencialamente. O principio unificador,e o yin e yang deve ser principal a teoria dos cinco elementos deve ser complementar.Foi esta inversão entre o principal e o complementar que desencadeou a maior confusão na macrobiótica dita moderna.
Por exemplo, muitos macrobióticos, deixaram de comer arroz integral com alimento principal, ou comem em proporções desaguadas, porque de acordo com os cinco elementos, arroz integral torna-nos mais secos, mas isso não é verdade de acordo com o princípio unificador, que diz que se a pessoa fica mais seca, desidratada é geralmente causada por excesso de líquido, frutas, etc, alimentos mais yin. Tudo é produzido pelo seu oposto.
A causa da desidratação utilizando o princípio unificador é causada pelo excesso de líquido,frutas,etc, que desmineralizam e, paradoxalmente, não deixam absorver os líquidos.
Assim, muitas pessoas não entenderam, a restrição(não proibição) de líquidos da macrobiótica de George Ohsawa.

Outro exemplo: quando as pessoas ficam muito magras, eles dizem que estão muito yang. O princípio unificador nos diz o seguinte: quando a forma fica yang, a função se torna yin. Isso significa que quando uma pessoa é magra, na verdade internamente está mais yin, funcionalamente falando.

O princípio unificador é o princípio dos paradoxos, é necessário que as pessoas entendam isso. Quem é magro, paradoxalmente e geralmente é quem come demais, é um verdadeiro glutão. Quem é fraco e impotente, em geral, come alimentos muito nutritivos abusivamente. Quem é menos inteligente, em geral é quem estuda demais e duvida de menos. As pessoas tem medo de ficar fracas, então a maioria das pessoas morre forte, enfartada de vitaminas, proteinas e outras coisas mais. Nunca devemos esquecer que o princípio unificador nos ensina que a melhor maneira de ficar mais forte é enfraquecer controladamente, a única maneira de ganhar é aprender a perder, a única maneira de subir é aprender a descer, devemos compreender que todos os paradoxos são terrivelmente coerentes.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

A verdadeira causa da morte do Prof. George Ohsawa -Tomio Kikuchi

Por que Abandonei a Dieta Macrobiótica em prol do Princípio Unificador Por Carl Ferré


Abandonei a Dieta Macrobiótica em prol do Princípio Unificador - Carl Ferré, presidente da George Ohsawa Macrobiotic Foudation

Quando Carl Ferré, presidente da George Ohsawa Macrobiotic Foundation e editor da Macrobiotics Today, vem a público dizer que abandonou a dieta macrobiótica, o mínimo que devemos fazer é dar-lhe ouvidos.

No meu caso, a dieta macrobiótica não funcionou. E olhem que observei estritamente a dieta standar, abrindo mão dos alimentos tidos como impróprios. Depois de anos seguindo o regime padrão, vi-me, contudo, sem energia, sem forças para correr e com vários problemas de saúde. Perplexo, interroguei-me: era a minha condição o resultado de uma prática desastrosa ou a consequência de uma dieta que de fato não funcionava?

A Dieta Macrobiótica Standar

Minha conclusão, após anos de prática, é que a dieta macrobiótica standar tanto nos pode ser útil como prejudicial. Ela é útil, porque qualquer um pode compreendê-la e segui-la. Estão excluídos da dieta os alimentos tratados quimicamente ou excessivamente processados, como o açúcar refinado. Evitar tais alimentos conduz grande parte das pessoas a uma condição saudável. Daí apressadamente concluírem que o que se deve fazer para afastar a doença é ingerir os alimentos permitidos e abster-se dos proibidos.

A dieta macrobiótica standar é altamente prejudicial quando resistimos a mudanças ou recusamos ajuda qualificada, acreditando cegamente que a ingestão dos alimentos permitidos nos levará eventualmente à cura. Foi isso que aconteceu comigo. Eu estava convencido da minha melhora. O universo dirigia-me sinais de que era preciso mudar, mas eu teimosamente mantinha-me firme na dieta padrão. Outro fator prejudicial é o medo infundado de certos alimentos.

A dieta macrobiótica standar está para a verdadeira macrobiótica assim como as rodinhas laterais estão para a prática de andar de bicicleta. Logo que conseguimos nos equilibrar, descartamos as rodinhas. Se as instalamos de novo, elas, em vez de ajudar, atrapalham. Dá-se o mesmo com a dieta macrobiótica estândar. A partir do momento em que aprendemos a usar os princípios macrobióticos, passamos a fazer as nossas próprias escolhas, em vez de seguir cegamente a dieta prescrita.

A primeira vez que uma criança anda de bicicleta sem as rodinhas, tem ela a seu lado os pais ou um amigo, que a encorajam durante certo tempo até que se sinta segura o bastante para que os adultos a deixem ir livremente. Na macrobiótica, este encorajamento constitui o trabalho dos educadores, orientadores e amigos macrobióticos.

Em lugar de continuar enfatizando a macrobiótica standar, ou mesmo a dependência à opinião de outrem, precisamos estimular as pessoas a abandonarem as rodinhas laterais e a confiarem em seu próprio julgamento. Os princípios macrobióticos não são difíceis de aprender, e cada um de nós guarda em si uma poderosa intuição. Devemos com ela aprender, nela confiar e dela usufruir.

Logo que abandonei as rodinhas laterais (a dieta macrobiótica standar) e aprendi a usar os princípios macrobióticos e a confiar em mim mesmo, o medo foi desaparecendo. E com ele as doenças! Continuei seguindo os princípios tanto na seleção do alimento diário quanto na de outras práticas saudáveis, e já não temo qualquer alimento da lista proibida. Hoje desfruto a vida sem as rodinhas laterais.

A Dieta de Prevenção ao Cancro

A dieta de prevenção ao Cancro é similar à dieta macrobiótica standar – ambas desenvolvidas por Michio e Aveline Kushi. A única diferença entre as duas é que a primeira se dirige às pessoas com a doença ou com medo dela. Ou seja, são as rodinhas aplicadas a uma condição específica.

Um de nossos leitores enviou-me um trecho da mais recente edição de Cancer Prevention Diet de Michio Kushi, e pediu um comentário sobre as recomendações para o século XXI nela veiculada. Aqui está o excerto:

“Para dar conta das constantes mudanças atmosféricas, ambientais e sociais, vários ajustes – nas recomendações dietéticas, nas compressas e nos outros tratamentos caseiros – foram incorporados a esta nova edição. Tais adaptações representam a resposta à hoje frenética energia ambiental e à crise da qualidade dos alimentos. O aquecimento global, a poluição, os organismos geneticamente modificados, os telefones celulares e o declínio na qualidade dos alimentos (incluindo a perda estimada de 25 a 50% dos nutrientes da maioria dos vegetais e frutas) exigem mudanças importantes na culinária macrobiótica, nos cuidados com a saúde e na cura. O planeta tornou-se mais quente e a tecnologia introduziu-se mais difusamente em nossas vidas – Internet, celulares, iPods. Como o ritmo da vida disparou, as pessoas tornaram-se mais exaltadas, mais tensas e mais inflexíveis no pensamento e na atitude. Para contrabalançar esta tendência yanguizante, que conduz a uma vida mais difícil, agitada e estressante, o alimento diário precisa ser mais leve e relaxador. Consequentemente, arroz e outros grãos cozidos à pressão – pedra angular da culinária macrobiótica – devem dar lugar, proporcionalmente, a grãos cozidos em panela comum ou no vapor. Grãos partidos também devem ser mais usados que outrora, tendo em vista a energia mais leve que contêm. É conveniente ainda que saladas e frutas frescas, sucos, óleos, sobremesas e outros alimentos sejam ingeridos com mais frequência do que antes. Os cardápios e receitas desta edição refletem essa tendência.”

Tiro o chapéu para Michio por ele entender que “mudanças importantes na culinária macrobiótica, nos cuidados com a saúde e na cura” são imprescindíveis. Suas análises e conclusões são, de um modo geral e tanto quanto posso divisar, precisas. O problema é a natureza prescritiva das recomendações.

Muitos de nós, baseados em condições pessoais e ambientais, e atentos aos princípios macrobióticos, abandonamos há tempos o arroz integral cozido à pressão. Começamos também a ingerir mais saladas frescas, frutas da estação e sucos. Alguém que está seguindo os princípios macrobióticos e confiando em seu próprio julgamento já fez os ajustes necessários. Alguns precisam de alimentos mais leves; outros, de alimentos mais concentrados. E não esqueçamos que isso pode mudar de dia para dia, de semana para semana, de mês para mês, de estação para estação, de ano para ano.

Como Saber o que é Melhor?

Em primeiro lugar, aprenda os princípios macrobióticos. Em segundo lugar, aprenda a confiar em sua intuição. Em terceiro lugar, aprenda a reduzir o medo.

Eis aqui a relação dos principais ensinamentos de George Ohsawa:

A Ordem do Universo

As Sete Leis da Ordem do Universo

Os Doze Teoremas do Princípio Único

As Sete Condições de Saúde

Os Sete Estágios da Doença

Os Sete Estágios do Julgamento

A Ordem do Universo revela-nos a nossa origem (donde viemos, a fonte de todas as coisas). As Sete Leis e os Doze Teoremas, ao lado das Sete Condições de Saúde e dos Sete Estágios da Doença, dão-nos as ferramentas necessárias para viver sobre a Terra. Os Sete Estágios do Julgamento elucidam a viagem de volta à nossa origem, da qual nunca realmente nos separamos. Quanto mais nos conectamos com a fonte de tudo, mais desenvolvemos nossa habilidade intuitiva e mais superamos o medo.

Confiar na intuição pode ser revolucionário. Nós temos medo de fazer a coisa “errada” e acabamos por imaginar várias hipóteses. Uma estratégia para mudar este tipo de pensamento é prestar mais atenção àquilo que realmente sentimos. Devemos ouvir a voz interior, que nos adverte quando há perigo e nos encoraja quando “sabemos” que estamos fazendo a coisa “certa”. O desenvolvimento da intuição constitui um assunto muito amplo. Planejamos abordar mais este tema no futuro.

Enquanto isso, cito um pequeno trecho de minha esposa, Julia, acerca da redução do medo. “Medo é o que fundamentalmente nos move sobre a Terra. Entre o medo e o amor, o primeiro quase sempre governa. Materializamo-nos para compreender isso, e posteriormente aprender a viver sem deixar que o medo nos domine. Sejamos, em vez de escravos do medo, libertos do amor.”

Mantendo a Macrobiótica Viva

Segundo Ohsawa, o objetivo da macrobiótica é auxiliar-nos a alcançar a autorrealização. Pouco antes de sua morte, entretanto, o sensei lastimou que nenhum de seus discípulos compreendeu-lhe integralmente os ensinamentos.

Ohsawa acreditava que a falta de entendimento se devia ao que ele denominou “pensamento enevoado”. E conforme teorizou, tal pensamento era o resultado de uma saúde precária, que, por sua vez, advinha de uma escolha equivocada dos alimentos. Por isso, os escritos de Ohsawa começaram a apresentar instruções específicas sobre dieta e saúde, ao lado de lembretes sobre os princípios universais. Na verdade, para ele, prática (dieta) e teoria (princípios) eram inseparáveis. Prática sem teoria é perigoso. Teoria sem prática é inútil.

Os anos 1960 e 1970 viram a teoria e a prática macrobióticas floresceram. As duas maiores mudanças ocorreram nos anos 1980 – a introdução da dieta macrobiótica estândar e o surgimento de uma dieta macrobiótica específica para o cancro. Dá-se hoje muita ênfase à dieta e cura e pouca ou nenhuma ênfase à teoria. Creio caber aos orientadores mais antigos (aqueles que iniciaram o movimento nos anos 1960 e 1970) corrigir esta situação.

Há uma tendência nesta direção após décadas de encontros e projetos. Há agora um encontro anual sediado em Portugal, a cada outono, de antigos professores macrobióticos; sem falar das conferências do Instituto Kushi e dos Acampamentos da George Ohsawa Macrobiotic Foundation. Os resultados estão começando a aparecer.

A saúde da macrobiótica como movimento não difere da nossa saúde individual. No meu caso, aprendi os princípios primeiro, mas depois passei a seguir uma versão estática e prescritiva da macrobiótica. Só obtive melhora quando adotei uma prática fundamentada na teoria macrobiótica, desvencilhando-me das rodinhas laterais - ou seja, quando deixei de seguir cegamente a dieta standar.

A interpretação da macrobiótica levada a efeito por Ohsawa teve início nos anos 1920 com os princípios. Seguiu-se um período de relativo equilíbrio entre teoria e prática nos anos 1960 e 1970, e a macrobiótica então floresceu. De 1980 a 2000 verificou-se o predomínio da prática (dieta) sobre a teoria (princípios). O curandeirismo talvez tenha se beneficiado com isso. Mas, em minha opinião, o verdadeiro progresso só virá a partir do retorno a uma apropriada ênfase nos princípios e nos objetivos mais amplos da autorealização.

Texto: Textos Interessantes - Site Restaurante metamorfose

quarta-feira, 1 de junho de 2011

A MAIORIA É AZARADO VOLUNTÁRIO

Fruto da televisão imoral que torna toda a criança criativa em ser humano destrutivo, adulterado e teleguiado, da publicidade que vende lixo e luxo, da maioria dos livros impressos sobre teorias hipotéticas ilusórias, da grande maioria do pensamento superticioso cientifico, acadêmico e religioso, a maioria não tem como escapar do azar. Na realidade este tipo de pensamento, fragmentado, unilateralista, idealista e esquizofrénico, que aspira ilusioriamente a separar o que é inseparavél, como se fosse possivél viver só o dia sem a noite ou a noite sem o dia.
Quem quizer transformar seu destino azarado em destino consciente e prontificado, precisa desenvolver uma consciência global, que implica em saber,pensar e fazer, na teoria e na prática da visão monista-dualista. Pois quem assim o não fizer, vai viver uma meia vida, e não terá condições de enfrentar, com certeza as bruscas trasnformções, dificuldades, sofrimentos, tristezas, que implacavelmente advirão como catástrofe, fruto consequente desse mesmo pensamento.

terça-feira, 31 de maio de 2011

QUAL É O MAIOR PROBLEMA NO MUNDO?

Muitos imaginam que é a guerra. Mas pior do que matar os outros é matar si próprio, destruindo a obra prima materna. Outros imaginam que é a pobreza. Mas pior do que ser pobre é ser rico e ter uma vida miserável, comprando dia a noite coisas inprestáveis. Outros imaginam que é a doença. Mas pior do que estar doente é ser saudável e inútil, fazendo estravagância a vida inteira.
Na realidade,o maior problema que a humanidade enfrenta, é usao de palavras abióticas, sem antónimos. Enquanto o ser humano não aprender a falar usando palavras vivas, integrais, magnéticas a sociedade,vai oscilar entre a esquizofrenia e paranoia generalizadas.

PREVISÃO VITAL OU ADIVINHAÇÃO FATAL?


Hoje em dia devido à crise generalizada que todos os sistemas enfrentam, são muitos os que fazem adivinhação, ou procuram adivinhos para saber do futuro amoroso, do futuro economico, enfim do proprio destino, quer seja através da astrologia oriental ou ocidental, tarot, buzios, numerologia, Ki das nove estrelas, I ching, etc, etc. O que exste de errado em tudo isto? A MANEIRA DE FORMULAR A PERGUNTA. Por exemplo muita gente utiliza o I- Ching para fazer perguntas, quando o I-Ching não é um livro que dá respostas, mas antes amplia pergunta. Quem não sabe fazer perguntas como pode obter a resposta adequada? Por exemplo será que o meu companheiro/ companheira é compativel? Mas a pergunta deveria ser: será que sei corrigir os meus erros, ou sou incorrigivel, apesar de compativel? Corrigiblidade é muito melhor que compatibilidade. Será que vou ficar rico? A peregunta deveria ser: será que sei utilizar o dinheiro bem pouco dinheiro? É muito melhor pobreza utilizada que riqueza desperdiçada. Será que o meu destino vai ser bom? A peregunta deveria ser: será que sei lidar com um mau destino? É muito melhor mau destino corrigido que bom destino incorrigivel. Por isso a minha previsão é a seguinte: dá tudo errado para quem se acha certo, ou procura apenas unilateralemente o certo, justo e perfeito. Principalmente para quem confunde pergunta solucionadora com resposta aprisionadora. Previsão independente, gartuita, todos podem fazer, se tiverem visão e souberem pazer a revisão de suas vidas, adivinhação é confusão multiplicadora de problemas.

domingo, 29 de maio de 2011

TUDO É DIFICIL PARA QUEM:

Valoriza mais a profissão escravizadora que a personalidade libertadora.
Valoriza mais a medicina machista halopática, cara, que a medicina feminina caseira, gratuita.
Valoriza mais o dinheiro aprisionador que a palavra integral, autolibertadora.
Valoriza mais a certeza dogmática que a duvida confirmativa.
Valoriza mais o que é pago que o que é gratuito.
Valoriza mais a aparência que o sangue.
Valoriza mais a fama aprisonadora que a familiaridade salvadora.
Valoriza mais a solução provisória que o problema eterno.
Valoriza mais o inexistente, ou pré-existente que o existente.
Valoriza mais Deus que a natureza.
Valoriza mais o acerto incorrigivel que o erro corrigivel.
Valoriza mais o amigo que o inimigo.
Valoriza mais o excesso que a carência.
Valoriza mais o grande que o pequeno.
Valoriza mais a maioria que a minoria.

SEMENTE VERBAL E FLOR VERBAL

Toda a gente gosta flores verbais, como paz, amor, felicidade, harmonia, igualdade, liberdade, tranquilidade. A flor é aparentemente mais bonita, tem melhor cheiro, é mais atractiva, mas murcha e morre rápido. A semente é mais dura, integral, é preciso semar para produzir, é preciso regar e cuidar, mas quando brota, multiplica-se eternamente,vitalmente. Assim quem usa palavra interligadora, interactiva, integral, mastigável, comestivel, assimilavel, imunizante, unificadora, semen verbal, quando plantado em cabeça fertil, com certa humidade pode produzir solução antecipada, prontificada. Quem usa semen verbal pode a aprender a corigir os problemas antes de acontecerem. Quem só usa flores verbais só vai complicar mesmo os problemas mais simples. Semente verbal é solução antecipada, flor verbal é provocação do problema

.

MUDANÇA MALDITA

Todos querem mudar!Mudar de trabalho, mudar de governo, mudar de vida, mudar de amigos,mudar de padre da paroquia, mudar de parceiro, mudar de cabeça, mudar de fígado, rins ou bexiga, mudar a cor dos olhos, mudar de pais, mudar de partido, enfim mudar a lua e o sol. Mas a questão é mudar para onde? Problema e solução são indissociáveis, é como o dia e a noite. Mesmo mudando para melhor, quando piorar, vai piorar muito mais. Ninguém escapa, querendo ou não, sabendo ou não, sendo formado, arquitectado,tarado ou doutorado. A medicina evoluiu, mas as doenças também, a cada doença conquistada sempre vem uma muito pior, a justiça evoluiu mas os crimes também, deixou-se de roubar batatas e feijões e passou-se a roubar biliões legalmente, as possibilidades de sucesso são agora maiores do que nunca, mas a certeza do fracasso nunca foi como agora, a facilidade de mudar de parceiro é agora inacreditável, mas a probabilidade de ficar junto muito tempo é improvável, os meios de transporte são super rápidos, mas para atravessar Londres demora-se mais que na altura das charretes, os computadores são super rápidos, mas o cérebro humano está cada vez mais lento e sem memoria. As guerras quase acabaram, mas a maioria suicida-se voluntariamente, antes morria-se de fome agora de excesso de nutrição, o homem nutre-se como nunca, com super vitaminas, super proteínas, super omegas, super tudo e a quantidade de espermatozóide diminui 50% nos homens, e a maioria das mulheres não têm filhos. As famílias têm as melhores condições de vida desde sempre, mas o numero de divórcios é 3 vezes maior que o numero de casamentos, se antes era a peste negra agora é a peste branca, o numero de nascimentos é cada vez menor, principalmente entre os mais civilizados. Evolução não é sinonimo de mudança, mudar é aprofundar, enraizar, a árvore para dar frutos precisa de boas raízes, quanto mais profundas as raízes maior a sua produtividade, o reino vegetal é mais imóvel que o reino animal, por isso tem mais longevidade, durabilidade. A natureza é o melhor mestre e não cobra nada. O problema não é mudar, o problema é o seguinte,quem procura mudar para melhor, como prémio e em geral muda para muito
pior. Não é mudando de problema que se muda nada, mas mudando a
perspectiva de ver o problema, a melhor maneira de mudar é mudar a si
mesmo. MUDAR A PALAVRA. QUEM NÃO MUDA A PALAVRA NÃO MUDA NADA. MUDANÇA QUE NÃO É ACOMPANHADA DE PALAVRA INTERLIGADORA

É MUDANÇA FATAL.

TERRORISMO ECOLÓGICO ou HORRORISMO MENTAL?


Hoje em dia existe muita gente preocupada com a salvação do planeta, afirmando que dentro de alguns anos a vida humana será insutentável. Alguns mais bem informados apontam como uma das causas principais, o consumo exagerado de carne e seus derivados que é um dos principais causadores da poluição e devastação florestal a nivel mundial. Mas a realidade não tem nada a ver com isso. Isso é pura utopia, o planeta sabe muito bem curar-se a si mesmo e não precisa de ajuda de ninguém. O que precisamos é aprender a salvar a nós mesmos. Somente quem sabe salvar a si mesmo pode salvar os outros. O principal devastador e poluidor a nivel mundial é o consumo de açucar e todos os seus primos e irmãos, como a fruta, o mel, etc. e não a carne, a carne também é, mas é complementar. Mas ainda mais grave que comer açucar, fruta, mel e derivados é o uso habitual de palavras adocicadas, refinadas, sem sais minerais, desimunizantes,desmagnetizadas, sem fibra, desinterligadas do seu oposto e complementar. Não adianta querer salvar o planeta externo sem salvar o planeta interno, a flora intestinal, e quem não sabe usar palavra dinâmica, mesmo sendo bem intencionado, altruista, amoroso, equilibrado, vai acabar destruindo a si mesmo e aos outros, é só questão de tempo. O PIOR QUE EXISTE NÃO É O TERRORISMO ECOLÓGICO, MAS O HORRORISMO VERBAL. A MAIORIA SÓ USA CADAVERES VERBAIS, PALAVRAS SEM VIDA. COMO PODE UM CADAVER SALVAR COISA ALGUMA?

sexta-feira, 27 de maio de 2011

O PARAISO É O LUGAR MAIS PERIGOSO PARA VIVER

No paraiso não existe ódio, pobreza, doença, roubo, injustiça, violência, dúvidas, problemas, também não é preciso trabalhar nem pensar. No paraiso todos vivem numa vivenda com piscina e golfinhos, ninguém paga IRS; nem IRC, nem IVA, não é preciso ir à escola nem pagar propinas, nem entar na faculdade para ler livros volumosos, todos são iluminados, as mulheres são todas misses, e os homens são todos uns gentlemen, os animais são todos tratados com muito amor carinho, existe muita fruta em abundância para todos, no paraiso não é preciso usar roupa, nem calçado. No paraiso tudo é perfeito. No paraiso ninguém utiliza o cerebro, nem a fala, nem a lingua, nem o coração, nem a bexiga, nem os dentes, nem utilizam os instestinos, pois não é preciso comer nem fazer cocó. No paraiso todos estão parados no tempo e no espaço. Pois o que faz o ser humano movimentar-se, pensar e sentir são os problemas inevitáveis, renováveis, utilizáveis. Quem rejeita os problemas é um candidato á desilusão, quem aceita os problemas é um candidato à realização
A CRIANÇA É O SER DO REINO ANIMAL MAIS INGRATO, IGNORANTE, INSENSIVEL, DEPENDENTE E PROBLEMÀTICO QUE EXSITE. ISSO É QUE É MARAVILHOSO!

A criança quando nasce é cega não consegue destinguir as cores, é surda não ouve ninguém, é muda não fala com niguém.É ingrata, pede comida aos gritos, é insensivel chora de noite e dia desrespeitando mãe e pai e toda a gente. É o ser mais ignorante que existe nem sabe mamar, todos os animais quando nascem já sabem mamar. É o ser mais dependente que existe se ficar sozinho não sobrevive. É o ser mais preguiçoso que existe só come e faz coco. Por isso quando é educado em casa, aprendendo a fazer coco sozinho sem ajuda de médicos, aprendendo a pensar sem ajuda de droga verbal, aprendendo a sentir sem uso de anestesiantes sentimentais, por pais conscientes é o ser mais maravilhoso que existe ao cimo da terra. Mas quando é educado a fazer coco no hospital, a pensar como um fonografo ao ler livros sobre teorias hipotéticas, com sangue adocicado, é o ser humano mais adulterado que existe capaz de cometer suicidio voluntário ou homicidio negociado

AUTODITADURA MIL VEZES MELHOR QUE A DEMOCRACIA INFERNAL

Hoje em dia toda agente reclama da democracia infernal. Democracia virou misantropia geral. Democracia é demagogia demoniaca. Democracia valoriza mais a maioria que a minoria, mas a maioria é vitima da tirania das minorias, quer seja do sistema médico-hospitalar, que controla a vida desde o nascimento cesariano anormal, diabólico, até à morte iatrogénica horrososa no hospital, quer seja do sistema religioso, que transforma todo o crente em cretino, quer seja do sistema comunicacional televisivo, jornalistico ou radiofónico que torna todo o ser humano produtivo, craitivo em ser consumista, destrutivo e apático. Para não ser vitima anonima da democracia maldita é preciso fazer autoditadura, mental, sentimental e fisólogica, controlando o que sai e entra pela boca. Quem sabe fazer autoditadura funcional pode viver muito bem no sistema democrático maldito. Tudo é útil para quem sabe usar.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

A FEBRE DO MISTICISMO ALTERNATIVO

Muitos dos ditos alternativistas, salvo raras excepções continuam a misturar tudo no mesmo barco, pensam que shintoismo, taoismo, medicina holistica, yoga, florais de bach, acupunctura, vegetarianismo, naturismo, budismo, hinduismo, iridiologia, sexo tântrico, shiatsu, do-in, reiki, psicologia transpessoal, ayuvérdica, bruxaria pós moderna, astrologia, macrobiótica religiosa ou terapêutica, artes marciais e uns biscoitos integrais barrados com chantily de soja é a unidade, tornando-se alienados e místicos ignorantes, vitimas também eles do acaso cósmico, morrendo a maioria duplamente envenenados com receitas de cura milagrosa!
É possível perceber a utilidade das coisas com pensamento apenas analítico, sem o pensamento analógico (baseado na vivência do principio unificador)? Ninguém nega a utilidade das coisas acima referidas e de tudo o mais que existe, pois tudo tem utilidade para quem sabe usar, o problema é que sem um pensamento mais global, analógico, não existe como perceber o parcial. Quando o princípio está errado não adianta fazer esforços, a não ser para descobrir o caminho mais acertado. Sem uma revolução mental baseada numa pensamento mais integral, não existe como direccionar o destino, ainda que tenhamos todas as técnicas e meios mais milagrosos do mundo.


Texto de Walter Hanashiro

MACROBIOTICA NÃO É TERAPEUTISMO COMERCIAL NEM MISTICISMO RELIGIOSO


Muitas pessoas imaginam que a macrobiótica é um meio de atingir  paz, amor e felicidade. Melhor seria procurar uma qualquer religião e deixar de rezar o terço ao arroz integral, pois os principios da macrobiótica são os principios da simultaneadade, indivisibiliadde e porporcionalidade de paz/guerra, amor/ódio, felicidade/infelicidade, saúde/doença, etc, Outros porém menos religiosos e mais práticos pensam que a macrobiótica é uma maneira de garantir a saúde total, e de se verem livres das suas doenças e como tal prometem a cura do cancro e outras tais! Perfeita ignorância dos principios que suportam a macrobiótica, o principio da relatividade absoluta. Só tem paz relativa quem está prontificado para a guerra, principalmente interna, só tem amor provisório quem confirma a capacidade odiosa, principalmente a si mesmo, só tem felicidade efemera quem enfrenta as adversidades normais e entusiáticas da vida. Só tem vitalidade sanguinea quem corrige habitualmente a sua rota sanguinea. Mas mesmo corrigindo, sempre erramos por isso podemos recorrigir novamente. Não existe cura, existe auto-controle vital corrigido. Quem diz que a macrobiótica pode curar o cancro ou qualquer outra doença é um charlatão. Por isso a macrobiótica caiu num dos dois extremos opostos: o TERAPEUTISMO comercial, em que a doença é vista como negócio e  se lucra em cima da doença alheia, tornando o doente alienado, pagando para tal um valor altíssimo e recebendo o mínimo, esquecendo o dito terapeuta: "UM GRÃO DEZ MIL GRÃOS",  e o MISTICISMO alienante onde muitos por desconhecimento das leis vitais fogem da realidade problemática maravilhosa e se refugiam no folclore místico-religioso oriental, quer seja taoista, shintoista, budista,etc.

MASTIGAÇÃO O MELHOR SUPLEMENTO NUTRICIONAL


Se mastigarmos 50 a 100 vezes cada bocado, usando uma variedade de alimentos, sem comer em excesso, não é necessário contar as calorias do vosso menu. Os alimentos macrobiótica bem preparados e consumidos, nos proporcionaram todas os factores nutricionais requeridos nas proporções naturais. - Lima Ohsawa  (1899-2000)

EVOLUÇÃO SELECTIVA MORTAL OU ESCOLHA EVOLUTIVA VITAL?


A grande maioria das pessoas no acto de votar, abstêm-se de o fazer, isso revela a falta de confiança e o descrédito nos lideres e poder instituídos. Mas essas mesmas pessoas confundem a justiça e o direito como justificativa para se relaxar e tornar candidatos a vítimas apáticas do sistema. Ninguém pode negar a necessidade da justiça, do ensino e da medicina e ciência para uma vida mais solidária e social. Porém os que confundem justiça e direitos, como forma para fugir dos seus deveres individuais, conjugais e familiares, tornam-se candidatos a vitimas da justiça, os que confundem ensino e instrução com auto-conhecimento e auto-educação, tornam-se pessoas de personalidade incompleta e inconsequentes alienados da realidade normal, os que confundem medicina com saúde, tornam-se doentes crónicos ou cobaias laboratoriais. Para evoluir e não ser vitima da evolução selectiva por vezes fatal, necessitamos de critérios de real valor, critérios todos têm, a questão é saber se são parciais ou globais, baseados principalmente na necessidade ou no desejo. Quem baseia as suas escolhas principalmente no desejo torna-se uma pessoa indesejável, pois quando surge outra situação mais desejosa, foge, e quando surge o indesejável, também foge. Será que existe algum juiz sem juízo que não baseia as suas escolhas principalmente no desejo, será que existe algum médico drogado que não baseie a sua vida principalmente no desejo, será que existe algum líder que não seja corrupto, tirano que não viva unicamente para a satisfação dos seus desejos pessoais e esqueça as necessidades humanas e do seu povo?

UTOPISMO PANDEMONIACO- Materialismo Fatal e Espiritualidade Inútil


                               
Os sistemas depentes e manipulados pelo dinheiro estão todos a ruir fatalmente. Pois não existe nada mais destruitivo da propria matéria que o apego unilateral à matéria. Não é por acaso que nos paises mais desenvolvidos tecnologicamente é exactamante onde as pessoas sofrem a maior degeneração alguma vez vista na história da humanidade. Desde a paranoia mental, á prostituição sentimental e degeneração biológica e fisiólogica.
Simultanemente, estão a aparecer cada vez mais seitas bem intencionadas que apelam ao desapego unilateral da matéria e à elevação do espirito. Se o apego à materia liquida qualquer um, o desapego da matéria torna qualquer um inprestável, seja por esquizofrenia mental, impotência fisiologia ou apatia sentimental. A solução para não ser vitima da matéria, é usar o espirito, para o autocontrole da propria vitalidade, emocionalidade e vonluntariede. Evitando assim cair num dos dois extremos pandemoniacos, o materialismo belicista ou espiritualismo vitimizador.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

OBRA PRIMA PELA BOCA -Tomio Kikuchi

Todo mundo está preocupado com o destino imprevisível da humanidade. Diariamente recebemos, pela média noticias alarmantes sobre crises crescentes em todos os sistemas: ameaças de conflitos armados, catástrofes ecológicas, aumento das doenças. da miséria e da violência, corrupção generalizada da classe politica dirigente em todos os países, inexistência de uma educação funcional para os jovens, nosso futuro ambulante, que vivem, assim, desnorteados a se perderem no mundo das drogas e dos vícios. Quais as raizes de tamanha situação caótica em que vivemos?
Em meio a tantas dúvidas, incertezas e inseguranças, algo de visível e incontestável: a ausência de lideres capazes de se responsabilizar utilmente para solucionar os graves problemas mundiais.
Barack Obama, Por exemplo, presidente da nação mais poderosa do planeta que, a principio, acreditava-se ser capaz de assumir tal liderança, não consegue responder nem a si próprio, à sua família ao seu pais - Em verdade, Obama não consegue ao menos Parar de fumar!
Será possível assumir liderança internacional sem auto-liderança
individual? Autogoverno é fundamental. Somente quem sabe liderar a si próprio, pode liderar em relacionamentos externos mais amplos.
E como Podemos realizar o autogovemo individual?
Controlando a qualidade do nosso sangue. Porque o sangue é integrador. É ele que interliga todo o nosso organismo, determinando a nossa personalidade, o nosso destino- E como controlar o sangue? Através da matéria-Prima do sangue que entra Pela boca.
Essa que e a realidade Paradoxal: o que parece ser mais fácil é, em verdade, o mais difícil. Parece ser fácil controlar pela boca; não dependemos de ninguém, de um lugar especial, não gastamos nenhum tostão. A boca nos acompanha 24 horas em qualquer lugar e momento! Mas a maioria das pessoas acaba invertendo, perdendo o controle, degenerando, morrendo Pela boca. Evolução acontece com barriga vazia, enquanto degeneração, com barriga cheia.
A maioria dos animais que vivem na natureza sofre com carência de comida.
A Natureza não facilita; por isso os seres vivos que estão interligados com ela evoluem. O ser humano é o único bicho que está degenerando, porque vive de barriga cheia, desintegrado da Natureza.
Um exemplo de obra-Prirna ambulante, realizada com barriga vazia é Lula.
Esse homem de família pobre sofreu muito com fome, tristeza, carência, dificuldades. Nessa péssima situação, ele encontrou motivo para lutar, para evoluir.
Através de inumeráveis treinamentos de solidariedade com a classe operária, discutindo, debatendo, formando sindicatos, mesmo sem possuir escolaridade, ele aprendeu a se expressar com palavra mais focalizada penetrante, estimuladora, integral, usando o corpo inteiro. Foi assim que ele se tomou um lider popular e o presidente deste pais.
Quando assumiu a presidência, Lula convidou Frei Beto, lider de urna actividade religiosa, para ser seu conselheiro. Ele, então, sugeriu a Lula que utilizasse palavra-chave para atrair e estimular o povo brasileiro, que sofre com fome, miséria e Pobreza: "Fome zero"' O governo Lula prometeu acabar com a fome do povo.
Mas que idealismo, que utopismo deste Frei Beto! Ele não percebe nada!
Fome, carência, dificuldade, são condições indispensáveis para fortalecer a personalidade - O próprio Lula é um exernplo disto.
Quando uma Pessoa esta enfrentando forte crise, problemas, então busca meditação para tranquilizar o pensamento e encontrar solução. Meditando sempre é acompanhada de jejum. Meditação de barriga cheia não funciona. Para recuperar normalidade, vitalidade, originalidade. integralidade, personalidade tem que ser de barriga vazia.
Então é preciso mostrar aos jovens a razão do caos generalizado em vivemos e da inexistência de um futuro esperançoso para a humanidade: a inversão entre o que e Principal e o que e complementar. A parte principal de qualquer relacionamento é interna. A parte externa é complementar. Antes de querer assumir liderança externa mais ampla, o verdadeiro líder deve aprender a autogovemar-se. Portanto, a educação que precisamos oferecer aos jovens, para se tornarem verdadeiros lideres capazes de desinverter a situação caótica atual, deve ensinar a viver com fome, frio, dificuldade, carência- Eles devem aprender a lutar principalmente com si próprio. Essa é a verdadeira auto-educação que fortalece a personalidade.